Não existe epidemia de dengue em Cuba, informa vice-ministro

O vice-ministro cubano da Saúde, Luis Estruch, disse não existe uma epidemia de dengue no país, mas ressaltou que “existem casos e riscos”.

Em um relatório apresentado aos parlamentares do país, que preparam uma sessão para o próximo dia 1º, Estruch acrescentou que o ministério realiza uma campanha contra a propagação dessa doença.

O vice-ministro também esclareceu que apenas em Cuba e no Chile a dengue não é endêmica, se referindo a toda a região da América Latina e Caribe.

A epidemia mais recente no país foi registrada em 1997.

Entre 2001 e 2007 mais de 30 países da América notificaram quatro milhões de casos de infecções pelo mosquito Aedes Aegypti, dos quais cerca de cem mil foram hemorrágicos.

Mil e trezentas pessoas morreram da doença.

Com agências

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em Cultura e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s