Bolívia exportará têxteis para Brasil, Argentina e Venezuela

O governo boliviano vai abrir novos mercados para seus têxteis no Brasil, Argentina e Venezuela por pelo menos 50 milhões de dólares para reduzir o impacto econômico depois da perda do mercado dos Estados Unidos em função da Lei de Promoção Comercial Andina e Erradicação de Drogas (ATPDEA), informou o ministro do Planejamento, Noel Aguirre.

Ele explicou à Agência Boliviana de Notícias (ABI) que nas próximas semanas os empresários do setor têxtil boliviano terão a opção de vender sua produção ao mercado brasileiro e argentino, pois a venda ao mercado venezuelano já se encontra em vigor.

Os Estados Unidos suspenderam em novembro passado as preferência tarifárias que concedia através da ATPDEA, alegando a pouca cooperação boliviana à luta antidrogas, requisito para ter acesso a esse benefício.

A lei americana permitia à Bolívia exportar, livre de impostos, 64 milhões de dólares em manufaturas por ano.

Com agências

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em América Latina, economia e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s