Multa do Cade não “desce redondo” para AmBev

A Companhia de Bebidas das Américas (AmBev), líder absoluta do mercado de cervejas no Brasil, foi multada na quarta-feira pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em R$ 352,7 milhões, a maior penalidade já aplicada pelo órgão antitruste.

A AmBev foi condenada por causa de um programa de relacionamento com bares, restaurantes, mercearias e supermercados, o “Tô Contigo”, iniciado em 2003.

O programa foi julgado pelo Cade prejudicial à concorrência e aos consumidores finais porque fideliza os pontos de venda, induzindo-os a dar exclusividade às cervejas do portfólio da Ambev ou limitar a comercialização de marcas concorrentes.

“A Ambev se excedeu ao exercer a sua liberdade de atuação no mercado”, afirmou o conselheiro-relator do caso, Fernando de Magalhães Furlan.

Em seu voto, ele destacou ainda que os mais prejudicados são os consumidores finais que “não têm nem a variedade e nem os preços desejados” nos estabelecimentos comerciais.

Além da multa milionária, que equivale a 2% do faturamento bruto no Brasil da companhia em 2003, a Ambev terá que suspender imediatamente as exigências de exclusividade ou de restrições aos concorrentes.

A informação é do Monitor Mercantil

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em economia e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s