Ortega: golpistas hondurenhos querem guerra com a Nicarágua

O presidente de Nicarágua, Daniel Ortega, denunciou  que os golpistas hondurenhos estão tentando criar um conflito armado com o seu país e advertiu que as agencias de inteligência dos Estados Unidos estão por trás do golpe de estado que derrubou o presidente constitucional Manuel Zelaya .

“Temos informações de planos de vestir soldados Hondurenhos com uniformes do exército nacional de Nicarágua e atacar instalações militares hondurenhas para justificar um enfrentamento”, disse.

Ortega realizou a denuncia durante uma reunião que manteve com a dirigente indígena Guatemalteca Rigoberta Menchú, Prêmio Nobel da paz e com um grupo de mulheres nicaragüenses.

Menchú denunciou a ilegalidade dos golpistas, os quais, inclusive, usurparam os postos no Congresso de muitos parlamentares para tentarem legitimar o golpe de Estado que derrubou o presidente Zelaya.

Afirmou que os golpistas Hondurenhos reforçam as fronteiras com seu país com tropas e armas de todo tipo, inclusive armas antiaéreas.

Tais ações podem indicar uma provocação por parte das autoridades de fato de Honduras para provocar um guerra entre os dois países, segundo expressou o mandatário Nicaragüense.

Ortega esclareceu novamente que Nicarágua não está mobilizando tropas para a fronteira e rechaçou todas as fontes de notícias que tentam vincular o seu país e a Venezuela de infiltrar comandos militares no território de Honduras.

Assegurou que os golpistas querem exacerbar a situação para tratar de tapar o crime que estão cometendo.

O líder Sandinista advertiu para a gravidade da situação que está se desenvolvendo na América Central.

Enfatizou que a mediação em marcha na Costa Rica, que tem a frente Oscar Arias, busca impor ao presidente Zelaya um governo interino em que ele o presida e no qual convivam golpistas e constitucionalistas.

“Isso seria o mesmo que legitimar os golpistas”, destacou.

Denunciou que por trás dos militares está o poder econômico e que alguns ex-presidentes do país e do Congresso hondurenho usaram o exército para dar o golpe.

Com informações da Telesur

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em América Latina e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s