Mercosul terá documento de apoio a Zelaya

Os presidentes dos países que compõem o Mercosul assinarão um documento de apoio ao governo deposto de Honduras durante o encontro de governantes do bloco sulamericano que será celebrado na próxima semana em Assunção, disse neste sábado o chanceler paraguaio.

Oito chefes de Estado da América do Sul se reunirão na próxima sexta-feira na capital paraguaia, no encontro semestral do bloco que tem como membros plenos a Argentina, o Brasil, o Paraguai e o Uruguai, e em processo de adesão, a Venezuela.

O Paraguai disse que também estarão presentes os presidentes do Chile, Bolívia e Equador.

“O tema de Honduras, sem dúvida, estará presente no debate dos presidentes. É um tema que tem suficiente importância e transcendência,” disse o chanceler Héctor Lacognata.

“E logicamente estará presente na declaração dos presidentes,” acrescentou.

O Mercosul já se pronunciou contra a quebra institucional ocorrida em Honduras com o golpe de Estado de 28 de junho, no qual Zelaya foi expulso do país sob a mira de armas.

Lacognata descartou a possibilidade de que Zelaya participe do encontro de chefes de Estado.

“Não há um convite oficial e, conversando pessoalmente há alguns dias com a chanceler de Honduras Patricia Rodas, ela expressou que existiam muitas dificuldades para a presença do presidente Zelaya,” explicou Lacognata.

Com agências

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em América Latina, Mercosul e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s