Exército mapeia novos pontos para buscas no Araguaia

O Exército mapeou para buscas no Araguaia, na semana que vem, dois pontos desconhecidos de pesquisadores e historiadores.

Seriam áreas de sepultamentos clandestinos de guerrilheiros desaparecidos desde os anos 70.

Para membros civis da comissão montada pelo Ministério da Defesa com o objetivo de procurar as ossadas dos cerca de 60 guerrilheiros, a indicação dos trechos reforça a suspeita de que o Exército tem mais informações do que oficialmente admite.

Um dos dois representantes do governo do Pará no grupo, Paulo Fonteles Filho, disse ter ficado surpreso com a precisão dos pontos apontados.

“Ficou nítido para mim que eles parecem saber bem mais do que dizem.”

A tese também é considerada possível pelos antropólogos forenses e médicos legistas que participam da comissão.

Também foi selecionado para reconhecimento outro ponto, a partir de informações do major da reserva Sebastião Rodrigues de Moura, o Curió, e ainda três locais já conhecidos.

A informação é da Folha de S.Paulo

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em história, Política e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s