PCP considera insulto proposta fascista de social-democrata

O Partido Comunista Português (PCP) considerou “insultuosa, anti-democrática e fascista” a proposta de proibição do comunismo no projeto de revisão constitucional do dirigente do Partido Social Democrata (PSD), Alberto João Jardim.

“O caráter insultuoso, anti-democrático e fascista da proposta revelam em si um profundo insulto aos comunistas que ao longo de décadas se bateram pela liberdade, pela democracia, alguns dos quais pagando com a própria vida. São declarações que estão mais próximas de quem tem concepções sobre a vida política nacional semelhantes àquelas que imperaram no país durante a ditadura fascista”, disse o dirigente comunista Vasco Cardoso.

Membro da Comissão Política, ele assegurou que o PCP “não se deixará intimidar ou condicionar” com a proposta.

“A Constituição da República que hoje temos naquilo que contém de ligação aos valores e ideais de abril deixa naturalmente em maus lençóis Alberto João Jardim pela prática política de tem seguido, contrária aos valores da justiça social, democracia e liberdade”, disse ele.

Com agências

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em Política e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s