Banco Mundial: remessas para América Latina devem cair 6,9%

As remessas que a América Latina recebe registrarão queda de 6,9% em 2009, uma consequência da crise, advertiu o Banco Mundial.

A queda será menor que a esperada para o conjunto dos países em desenvolvimento, que é de 7,3% para 2009. Durante 2008, a América Latina recebeu US$ 64,454 bilhões em remessas.

“As remessas significam uma proteção para muitos países pobres. Apesar de se mostrarem resistentes, mesmo uma pequena diminuição de 7 a 10% pode significar privações para os povos e os governos”, afirmou Dilip Ratha, do grupo de perspectivas de desenvolvimento do Banco Mundial.

No entanto, os níveis das remessas podem ser mais afetados se a crise econômica mundial se prolongar, por movimentos imprevisíveis das taxas cambiais e por um reforço dos controles migratórios nos países desenvolvidos.

O relatório do Banco Mundial indica que em 2009 as remessas para os países em desenvolvimento no conjunto alcançarão US$ 304 bilhões, abaixo portanto dos US$ 328 bilhões de 2008.

México, Índia e China continuarão como os países que recebem mais remessas.

Com agências

 

Anúncios

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em América Latina, Crise financeira e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s