Diplomata comprova apoio dos EUA a fascistas de Honduras

Começou muito mal a participação dos EUA nas “negociações” com os fascistas que assaltaram o poder em Honduras.

Arturo Valenzuela, indicado para ser o principal diplomata dos EUA para a América Latina, disse que a Organização dos Estados Americanos (OEA) e o mediador do conflito hondurenho, Oscar Arias, deveriam examinar a “influência” da Venezuela no processo político de Honduras.

Segundo ele, em sua sabatina de confirmação no Senado, o governo venezuelano teria “encorajando” o presidente (Manuel) Zelaya a tomar “certas medidas”.

Valenzuela se soma às vozes fascistas que aproveitam o golpe em Honduras para fazer intensa propaganda reacionária.

A “influência” da Venezuela é uma falácia.

É propagada com o tom de ingerência.

A influência é positiva, significa que a ampliação da democracia e do poder popular desperta os interesses dos povos.

Essa é a verdadeira causa da reação dos fascistas, que tudo fazem para achincalhar a marcha democrática da América Latina.

Essas declarações deixam evidentes as ingerências dos EUA em assuntos da América Latina e o apoio dos reacionários norte-americanos aos fascistas de Honduras.  

Com informação do jornal O Estado de S. Paulo

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em América Latina, Estados Unidos, Venezuela e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s