Bolívia levará colonos para fronteira com o Brasil

O governo boliviano confirmou que transferirá duas mil famílias camponesas de La Paz e Cochabamba, na região central do país, para o departamento amazônico (Estado) de Pando, na fronteira com o Brasil.

O vice-ministro de Terras boliviano, Alejandro Almaraz, disse que os colonos serão assentados em 200 mil hectares da região.

As famílias se dedicarão à coleta de castanha e borracha, além da produção de cacau, café e banana.

Segundo o vice-ministro, a mudança é parte de um programa de assentamentos comunitários em Pando que tem o objetivo de garantir soberania nas fronteiras e cumprir com o mandato constitucional de dar acesso à terra aos camponeses.

“A Bolívia não está  mais governada pelos amigos dos estrangeiros. Por essa razão, o país vai exercer posse de suas áreas fronteiriças por meio de seus cidadãos”, afirmou Almaraz.

A mudança começará  em agosto.

O departamento de Pando é governado por um militar que foi nomeado por Morales após os violentos ataques da direita fascista a camponeses em setembro de 2008.

O mandante do massacre foi o fascista Leopoldo Fernández, ex-governador de Pando e atualmente detido em La Paz.

Com agências

 

Anúncios

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em Bolívia e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s