A hora e a vez do negrinho

Do blog Oleo do Diabo

Essa é  boa, essa é muito boa. O ministro de relações exteriores de Honduras, Henrique Ortez, em entrevista  para um canal de TV local, afirmou que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, era “um negrinho que sequer conhecia Tegucigalpa”. Depois pediu desculpas, não sei se antes ou depois da embaixada americana no país fazer um “protesto veemente”. Mas isso não é uma coisa passível de “desculpas”. No Brasil, se uma autoridade fizesse uma afirmação dessas, seria imediatamente linchado pela opinião pública, tanto a verdadeira (ruas e internet), quanto a “de mentirinha”, ou seja, pelos seis ou sete colunistas da imprensa corporativa.

Não se pede desculpas por uma coisa dessas. Não estamos diante de um deslize diplomático, mas de uma manifestação explícita de racismo. Em primeiro lugar, ofende a maioria do povo hondurenho, formado por mestiços, negros e índios, ofendendo igualmente negros e mestiços do mundo inteiro. Em segundo, revela o imbricamento ideológico entre o racismo e a direita política, que existe em todo o continente americano. Hugo Chávez e Morales têm sido, sistematicamente, agredidos racialmente em seus países. Esse racismo é sinal de decadência política, degeneração moral, desequilíbrio psicológico e uma profunda ignorância. Aliás, sobre ignorância, esse comportamento mostra que há uma espécie de ignorância infinitamente mais perniciosa do que o tropeçar na sintaxe, num detalhe jurídico, numa etiqueta diplomática qualquer. Falamos aqui de preconceito racial, uma violência que constitui agressão indescritível à dignidade humana.

Diversas fontes informam que teriam morrido mais de cinquenta pessoas nos últimos enfrentamentos. A mídia brasileira prossegue sonegando informações e a inteligentzia corporativa (ou seja, os escribas midiáticos), sempre tão pronta a vender sua indignação, parece não ter recebido nenhuma oferta generosa, visto que não encontramos, até agora, nenhuma demonstração um pouco mais emotiva sobre os acontecimentos.

O tal chanceler hondurenho não parou nas ofensas racistas à Obama. Referindo-se à El Salvador, ele disse que: “Não vale a pena [falar de El Salvador]. Não quero falar sobre um país tão pequeno que nem se pode jogar futebol porque a bola sai.”

É muito engraçado. Ou melhor, é tragicômico. Honduras, país menor que o Sergipe, esnobando do tamanho de El Salvador! Essa é a direita apoiada entusiasticamente pela revista Veja.

Lula falou grosso, em Paris, contra o governo golpista de Honduras. Os olhos da América Latina agora se voltam para “o negrinho”. Qual será a reação de Obama quando ele ler nos jornais ou algum assessor lhe contar que foi vilipendiado torpemente por um governo sem nenhuma legitimidade democrática, um governo criminoso e golpista?

Obama é um negro orgulhoso, como todos os negros norte-americanos. Mas também, como a maioria dos americanos, é infinitamente pragmático. Creio que a resposta de Obama não será um latido, mas uma belíssima e definitiva mordida. Afinal, até as moscas paulistas sabem que os EUA tem poder político, militar e financeiro para esmagar o governo golpista de Honduras com a mesma facilidade com que Obama matou um jornalista da Ditabranda.

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em Estados Unidos e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A hora e a vez do negrinho

  1. Cesar disse:

    Negrinho é um termo meio pesado para se chamar o presidente americano, não ? Na verdade, acredito que é um termo meio pesado para se chamar qualquer pessoa da raça negra, em qualquer lugar do mundo… Te liga !!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s