Cronograma no Araguaia deverá ser cumprido

A Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) fez mais uma tentativa de adiar o início dos trabalhos da comissão técnica criada pelo Ministério da Defesa para buscar os corpos dos mortos e desaparecidos políticos no Araguaia.

Apesar da polêmica entre Defesa e SEDH, que quer indicar mais pessoas para participar dos trabalhos, o cronograma será cumprido.

Nesta quarta-feira será realizada em Marabá, Pará, no 23º Batalhão Infantaria de Selva (BIS), a primeira reunião do grupo criado pelo Ministério da Defesa, por determinação da Justiça.

Na reunião será definido quando e como serão realizadas as visitas às áreas já mapeadas pelo Exército.

A informação é da Agência Estado

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em história, Política e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s