Cerca de 10 mil terceirizados da Repar pararam atividades

Começou na manhã da terça-feira (07) a greve por tempo indeterminado dos  trabalhadores das obras de ampliação e manutenção da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar/Petrobras) e da Fosfértil, em Araucária, Região Metropolitana de Curitiba. 

De acordo com informações da Central Única dos Trabalhadores (CUT-PR), cerca de dez mil trabalhadores cruzaram os braços no primeiro dia de greve.

Uma nova rodada de negociação entre trabalhadores será realizada nesta quarta-feira (8) pela manhã, nos dois portões da Repar, para apreciar uma possível contraproposta dos patrões.  

Na tarde de segunda, uma comissão patronal que representa aproximadamente 90% das 31 empresas que executam os serviços nas unidades industriais foram à sede da CUT Paraná para apresentar uma contraproposta às reivindicações dos trabalhadores.

Em suma, ofertaram reajuste salarial de 6%, cesta básica no valor de R$ 60,00 e abono para os trabalhadores que estão a um ano da aposentadoria.

Os operários rechaçaram a contraproposta na assembleia realizada pela CUT e deflagraram a paralisação.

A pauta dos trabalhadores prevê piso salarial de R$ 897,60, correção salarial pelo INPC mais 20% de aumento real nos salários, cesta-básica e crédito alimentação, horas-extras com adicional de 100% e 200%, adicional de periculosidade de 30%, ajuda de custo de R$ 450,00, fim do contrato por obra certa, entre outros.

A informação é do site Bem Paraná

 

Anúncios

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em sindicalismo, trabalhadores e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s