Nicarágua negocia libertação de detidos por fascistas em Honduras

O governo da Nicarágua negocia para conseguir a libertação dos cerca de 100 nicaraguenses detidos pela Polícia de Honduras por apoiar manifestações a favor do presidente deposto Manuel Zelaya, informou o chanceler Samuel Santos.

“Estamos fazendo gestões através da Organização dos Estados Americanos (OEA)”, disse o chanceler nicaragüense em Manágua.

O ministro assinalou que designou uma comissão que se encarregará de colocar a situação para a OEA, sem dar mais detalhes.

Um porta-voz da Polícia hondurenha disse que a maioria das detenções de nicaraguenses, cerca de 70, foi nos últimos dois dias no departamento de Choluteca (sul).

Os demais foram detidos em Francisco Morazán, distrito onde fica a capital Tegucigalpa; assim como em outras áreas do centro e do leste de Honduras.

O chanceler também lembrou que o governo de Daniel Ortega não pretende se envolver no conflito interno de Honduras, como dizem os fascistas hondurenhos.

“Oficialmente garanto que não temos nenhuma intenção de nos aproximarmos, nem ter nada a ver com o assunto Honduras”, explicou Santos, que lembrou que o governo de Manágua condenou o golpe militar.

Com agências

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em América Latina e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s