Blogs são maniqueístas, diz jornal Valor Econômico

aaaaaacloaca

Do blog Cloaca News

Reportagem publicada nesta sexta-feira, 3 de julho, no jornal Valor Econômico – joint venture entre as famiglias Marinho e Frias – traz artigo de Yan Boechat, analisando o papel dos blogs no cenário político. O texto está disponível, também, na edição digital do veículo, mas, considerando que tal conteúdo é de acesso restrito a assinantes, tomamos a liberdade de copiá-lo abaixo, visto que somos citados.

Logo em seguida, a exemplo do que faz o blog Petrobras – Fatos e Dados —, publicamos a íntegra da entrevista, feita por e-mail, que este Cloaca News concedeu ao valoroso repórter.

______________

Militantes partidários trocam as ruas pelos computadores

Valor Econômico – 03/07/2009

Vão-se lá quase duas décadas de esvaziamento crescente dos militantes partidários que enchiam as ruas brasileiras nas campanhas eleitorais. Sua figura, quase sempre esteriotipada (sic), sempre esteve ligada aos partidos de esquerda, que contavam com a colaboração espontânea de seus filiados e simpatizantes. Foi assim na vitória de Leonel Brizola ao governo do Rio em 1982 e na virada de última hora que levou Luiza Erundina a se tornar a primeira prefeita mulher de São Paulo em 1988.

Desde meados da década de 90 que as esquinas estão sendo tomadas por “militantes” profissionais. São, em geral, jovens desempregados das periferias das grandes cidades contratados pelos partidos para agitar bandeiras, estender faixas ou vestir a camisa de algum candidato em troca de alguns poucos reais ao dia. O militante histórico envelheceu, desiludiu-se e ficou em casa, na frente do computador

Os blogs são as armas dessa nova militância. Em geral, são maniqueístas e dividem políticos – e seus aliados – em anjos e demônios. Eles são feitos em todos os cantos do país e, basicamente, podem ser divididos em duas categorias: críticos ácidos dos partidários do governador paulista, José Serra, ou do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dois de seus principais expoentes são jornalistas experientes, Reinaldo Azevedo, colunista da revista Veja, e Paulo Henrique Amorim, apresentador da TV Record. Os embates perpetrados nos blogs de ambos reverberam em ampla rede de colunistas online, uma boa parte dela formada por blogueiros anônimos. “Os blogs políticos de cidadãos comuns fazem parte de uma rede ampla de gente que quer ser ouvida, que quer dar sua opinião e que não tinha canal para isso”, diz Sérgio Amadeu, professor da faculdade Cásper Líbero e pesquisador da internet.

Afirmando ter a missão de “desmascarar a máfia midiática que infesta nosso país”, o blog Cloaca News foca seus ataques no governador de São Paulo, José Serra, e nos partidos que o apoiam, que, para ele, têm a simpatia dos principais veículos de comunicação do país. Criado e tocado por um jornalista gaúcho(*) que não se identifica, a coluna digital tem mais de 200 mil acessos desde que foi criada, no final de outubro de 2008. “Nosso blog, sozinho, não vai a lugar algum, mas temos já a noção do efeito multiplicador instantâneo dos blogs”, diz o autor por e-mail, sem se identificar.

Na outra ponta, outro blog também cativa audiência. Batizado de Coturno Noturno, é feito por um morador de Florianópolis (SC) que também não se identifica. Mira os ataques no presidente Luiz Inácio Lula da Silva e na ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. O site, que defende posições polêmicas, como o golpe militar em Honduras, já conta com mais de 1,2 milhão de visitas.

Em ambos os casos, os blogs são tão bem escritos quanto violentos nas críticas e sátiras contra seus opositores. Moriael Paiva, que vem atuando em campanhas políticas por meio da internet desde 2002, não acredita que eles tenham poder para mudar opiniões. Para ele, os blogs servem, na verdade, como reafirmação para grupos que já concordam com as ideias ali expostas. “Quem está ali já tem a opinião formada, não há espaço para fazê-lo mudar de lado”, diz Paiva, cotado para comandar a campanha na internet do candidato tucano.

Mas apesar desse poder limitado de influência, os blogs políticos fazem parte de uma rede importante composta por militantes que atuam em diferentes áreas. São eles que podem dar sustentação a discussões em redes sociais, como o Orkut. A estratégia dos partidos passa por fazer com que esses usuários fiéis funcionem como disseminadores das propostas dos candidatos. Foi por meio dessa rede de militantes digitais que Barack Obama conseguiu que os 1,8 mil vídeos que postou no You Tube fossem vistos mais de 20 milhões de vezes. (YB)

*O cloaqueiro vive em Porto Alegre, mas é paulista. E corinthiano…

________________

Íntegra das respostas dadas pelo Cloaca News ao questionário enviado pelo repórter Yan Boechat, do Valor Econômico. A nosso pedido, a “entrevista” foi feita por e-mail.

Há quanto tempo o blog existe?

O Cloaca News estreou na blogosfera no dia 31 de outubro de 2008. Completará oito meses de existência dentro de alguns dias.

Ele é feito apenas por uma pessoa ou há uma “equipe” envolvida na sua produção?

A equipe do Cloaca News é composta de um pauteiro, um repórter, um pesquisador de imagens, um redator, um editor, um “advogado” e um Diretor de Redação, sendo que todas essas atribuições estão delegadas a uma única pessoa – ninguém menos que este que lhe escreve – que acaba agora de acumular, também, a função de assessor de imprensa.

Como surgiu a idéia de fazê-lo?

A idéia de fazer o Cloaca News adveio da profunda indignação de seu criador com as práticas desonestas de manipulação por parte dos principais conglomerados da informação brasileiros – e que, mui apropriadamente, o jornalista Luis Nassif denominou “jornalismo de esgoto”. O blog, nesse caso, surgiu como uma alternativa possível para denunciar e execrar esse comportamento da chamada imprensa corporativa, dentro de uma perspectiva muito particular, baseada na visão de mundo e na bagagem político-cultural de seu criador.

Além do tempo dedicado, há algum gasto para produzi-lo?

Nenhum gasto.

Há algum auxílio de terceiros para produzi-lo?

Nenhum auxílio. Trabalho solitário.

Você tem formação jornalística?

Sim.

Qual a média de visitas diárias à pagina?

Em maio, a média diária foi de 1848 visitantes. No mês em curso, a média se mantém. Ocasionalmente, temos alguns picos. No maior deles, há poucos dias, beiramos 4 mil visitas.

Qual o número total de visitas ate hoje?

Até o momento em que escrevemos estas linhas, o número total é de 210.500 visitas. No rodapé do Cloaca News, encontram-se o contador de visitas e mais algumas ferramentas de monitoramento e estatísticas. Uma dessas ferramentas – o Extreme Tracking – é aberta ao público.

Como você seleciona os assuntos que serão abordados?

Não há, propriamente, uma “seleção”. A escolha sobre determinado assunto como tema para uma postagem depende muito da “temperatura” dos noticiários da imprensa corporativa. Às vezes, ao toparmos com determinada notícia – ou determinada abordagem de algum fato – bolamos algo “de estalo”. A coisa vem num lampejo. Tem dias em que não falta pauta, mas o cloaqueiro não está “naqueles dias”. E tem dias que, mesmo diante de um noticiário modorrento, surge uma boa idéia. Normalmente, ficamos procurando ganchos nas notícias. Ficamos farejando até ver ser sai algum podre. Há nisso um pouco de intuição, um pouco de sorte e, quase sempre, muita paciência de pesquisar. Nestes últimos dias, por exemplo, estamos nos desdobrando. É que estamos em fase de checagem de várias denúncias envolvendo o governo Serra, particularmente na Educação. A pequena série que já publicamos é apenas um tira-gosto. A sujeira grossa, que denunciaremos com exclusividade – e com provas – está sendo rigorosamente verificada. Dá muito trabalho. Enquanto isso, tocamos o blog do jeito que dá, contando com alguma inspiração.

As perguntas que você faria são: que denuncias são essas? Como chegaram ao seu conhecimento? Respondemos: temos alguém infiltrado no ninho – o nosso Garganta Profunda. Mais não diremos.

Qual o teu objetivo principal com o blog?

Nosso objetivo é cumprir o que determinamos como “nossa missão”, na medida do possível: desmascarar a máfia midiática que infesta nosso país. Com isso, mesmo com nossa insignificância, estaremos colaborando para valorizar a instituição Imprensa, aquela verdadeiramente comprometrida com o interesse público.

Quanto tempo ele te consome?

Cerca de três horas por dia, em média.

É possível ter alguma remuneração com ele?

Não temos remuneração alguma com o blog.

Como você avalia o sucesso e a repercussão do Blog? A que você atribui isso?

O “sucesso” fica por sua conta. No entanto, felizmente, o Cloaca News já causa algum frisson. Praticamente toda semana o blog vira referência para outros blogueiros de política, entre eles alguns dos mais importantes entre os “independentes”. O curioso é que estamos conquistando esse espaço apesar de sermos um blog “anônimo”. Então, atribuimos a repercussão que conseguimos à veracidade da informação que publicamos. Por mais que sejamos ora irreverentes, ora raivosos, quando soltamos alguma “bomba” , indefectivelmente ela estará ancorada em fonte segura, geralmente um link acima de qualquer suspeita.

Nesse sentido, o “sucesso” a que você se refere deve-se a isso: quando matamos a cobra, mostramos o pau.

De vez em quando, também produzimos alguns deboches pertinentes, como, por exemplo, no caso do “protesto dos capangas de Mato Grosso”, ou na recuperação da ficha policial de Aloysio Nunes Pereira.

Na prática, estamos a caminho de encontrar nossa “identidade blogosférica”, algo como uma marca registrada que virá com o tempo. Para nossa surpresa, já há uma pequena legião de leitores que fica aguardando para ver de que maneira trataremos determinado acontecimento.

Ate que ponto você acredita que um blog como o seu tem capacidade de influir na opinião publica?

Nosso blog, sozinho, não vai a lugar algum. Não temos essa presunção de “influir na opinião pública” a ponto de mover as massas. Mas, temos já a noção do efeito multiplicador instantâneo dos blogs. Por enquanto, somos pequenos. E nem sabemos se um dia chegaremos a ser “grandes”. Ao mesmo tempo, mesmo insignificantes no aspecto da audiência, funcionamos como “alimentatores” de uma rede, em que os maiores acabam por amplificar nosso trabalho.

Ate que ponto você acredita que ele pode ter alguma influencia nas eleições de 2010?

Além do que acabamos de dizer na resposta anterior, podemos dizer que, a cada falcatrua que descobrimos, alguns votos podem até mudar de rumo. Temos um caso específico, de UMA leitora nossa, que já “virou a casaca” por causa das bandalheiras tucanas que denunciamos.

Mas, repetimos: nosso blog, sozinho, não irá a lugar nenhum sem a “coligação” com os demais blogs com os quais temos afinidades.

Seu blog tem como missão “Desmascarar a máfia midiática que infesta nosso país. Dar nome aos ratos e aos sabujos”. Como você define essa “máfia midiática”?

Simples: é só juntar as pouquíssimas “famiglias” que controlam os meios de informação mais importantes deste país.

Você entende que toda a grande imprensa está comprometida com os partidos de oposição ao governo Lula?

Considerando que a “grande imprensa” é a que está nas mãos das “famiglias” acima, sim, ela está comprometida. A leitura e a análise do jornalismo que produzem diariamente não nos deixam mentir.

Por conseguinte, você entende que o governo federal não consegue exercer seu poder de pressão junto à grande mídia?

Curiosa esta pergunta, porque é feita já com a certeza da resposta anterior. E, mais curioso ainda: supor que o governo federal poderia exercer “poder de pressão” sobre a “grande mídia”.

O verbo “conseguir” não cabe nesta formulação. Não é papel de qualquer governo “exercer pressão” sobre a mídia. Este governo federal, pelo menos, não faz isso, ao que nos consta. E não o faz não por “não conseguir”, mas, quem sabe, por princípio.

Bem diferente do governo de José Serra, concorda?

Nos últimos anos os blogs políticos profliferam-se no país. Sob meu ponto de vista, em sua grande maioria, adotam discursos diametralmente opostos e equivalentemente apaixonados sobre a linha de pensamento que defendem. Ou seja, na maior parte das vezes os embates ideológicos travados por esses blogs acabam adotando uma postura maniqueísta. Qual o seu ponto de vista sobre esses “embates” virtuais?

Somos muito suspeitos para responder com isenção. Aliás, o Cloaca News não é isento. Mas, nossa maior virtude, sem modéstia alguma, é provar que aqueles que se dizem “isentos” – e ganham muito dinheiro com isso – na verdade, não o são.

Você acredita que eles são resultado de uma cultura política que, apesar de multipartidária, tem se polarizado ao ponto de estarmos nos aproximando de um sistema bi-partidarista?

É incrível, rapaz! Você fez a pergunta já a respondendo!!!

Ou você entende que trata-se mais de um “embate de classes” no Brasil. Que classes são essas? Como você as define?

Nós não definimos nada. A tese do “embate de classes” não é nossa.

Alguns dos sites que contrapõem sua linha de pensamento adotam uma postura de admiração à ditatura militar ocorrida n Brasil. Você acredita que essa outra parcela do ativismo político blogueiro que temos no Brasil está de fato ligada à uma cultura/classe que apoiou o sistema ditatorial brasileiro? Ou estamos falando de uma outra geração, que apenas pega alguns desses elementos para atacar personagens importantes dos partidos de esquerda que têm um histórico de combate à ditadura?

A Folha da Tarde emprestava sua frota para uso da OBAN, predecessora do DOI-CODI, que torturava e matava. E, recentemente, a Folha de S.Paulo apelou até para uma falsa ficha de Dilma Roussef para tentar desqualificar a Ministra.

Os blogs “de esquerda” deitaram e rolaram. Os demotucanos mudaram de assunto.

Dentro dessa ótica de que há uma divisão clara e polarizada entre os blogs políticos, quem você acredita que “lidere” essas linhas. Eu pessoalmente vejo Reinaldo Azevedo e Paulo Henrique Amorim, indo aos extremos, como os principais expoentes dessa disputa. Você concorda, discorda? Como você vê isso?

Discordamos. Não há “líderes”, nem liderados.

Em nome do decoro, vamos nos abster de emitir juízos sobre o blogueiro da Veja.

Quanto ao PHA, trata-se de uma audiência extraordinária quantitativamente. Mas teríamos que botar na lista o Luis Nassif, o Luiz Carlos Azenha, o Rodrigo Viana, o Leandro Fortes, o Idelber Avelar… E, claro, o Amigos do Presidente Lula, nosso blog de coração.

Como são as pressões que você sofre com o site, se é que há alguma pressão?

Acredite: não sofremos pressões, a não ser as nossas próprias. Com nossa audiência crescente, sentimos que temos uma espécie de “compromisso” com os leitores que nos visitam todos os dias.

Já houve alguma tentativa de censura por parte do Estado, de órgãos privados?

Até o momento, nenhuma.

Essa semana o grupo de trabalho sobre a lei eleitoral está discutindo exatamente como a internet poderá ser usada nas eleições de 2010. Um dos principais argumentos em todas as discussões sobre a questão é de que ela é inevitável e o exemplo mais citado é a experiência da campanha de Obama. Você acredita que há espaço no Brasil para que a internet seja usada da maneira que foi usada nos Estados Unidos?

Sim, acreditamos. A grande ameaça, porém, é o projeto do tucano (tinha que ser tucano…) Eduardo Azeredo, já batizado de AI 5 Digital.

Anúncios

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em mídia, Política e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s