Morales chama Obama de “mandão”

O presidente da Bolívia, Evo Morales, acusou nesta quarta-feira (1º) o presidente dos EUA, Barack Obama, de atuar como “general” e “mandão” por ter vetado a aplicação de tarifas preferenciais às exportações bolivianas para os Estados Unidos.

“Quero dizer com muito respeito ao presidente Obama: se nos EUA mudou a fisionomia dos governantes, não mudaram as políticas do império”, disse Morales.

Segundo Morales, as razões apresentadas por Washington para ter vetado a lei são “calúnias, mentiras e falsas acusações”.

A decisão norte-americana foi tomada sob a administração Bush em novembro passado.

O governo da Bolívia dobrou os recursos do fundo que usa para subsidiar setores exportadores do país, afetados pelo cancelamento dos benefícios concedidos por meio da Lei de Preferências Tarifárias Andinas e Erradicação de Drogas (ATPDEA).

Com a perda das vantagens no mercado norte-americano, agora o governo da Bolívia terá disponíveis US$ 16 milhões para auxiliar sua indústria a pagar as tarifas cobradas no acesso aos Estados Unidos.

Além disso, os juros para a liberação de recursos foram reduzidos de 8% para 6%. Para o presidente Evo Morales, desta forma será possível garantir a continuidade das exportações.

O governo boliviano anunciou também que injetará US$ 10 milhões no fundo da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba) criado para apoiar exportações dos membros do bloco: Bolívia, Cuba, Venezuela, Equador, Dominica, Honduras, Nicarágua, Antígua e Barbuda e São Vicente e Granadinas.

Morales informou ainda que os recursos de US$ 160 milhões do Banco de Crédito Produtivo serão incrementados em US$ 50 milhões para “apoiar a produção interna e gerar emprego”.

A iniciativa responde à inquietação de empresários e trabalhadores, que temem que a suspensão das preferências dadas pelos Estados Unidos provoque um drástico aumento do desemprego.

Empresários calculam em US$ 60 milhões os prejuízos causados pela decisão de Obama, além do fechamento de 45 mil postos de trabalho.

Com agências

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em Bolívia, Estados Unidos e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s