Lula decide reajustar o programa Bolsa-Família

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tomou a decisão política de reajustar ainda neste ano o benefício do Bolsa-Família.

Ele já orientou a equipe econômica a avaliar o impacto da medida nas contas do governo.

Atualmente, 11,3 milhões de famílias estão cadastradas no programa de transferência de renda e recebem de R$ 20 a R$ 182 por mês.

O valor médio do benefício é de R$ 85. Com o aumento, esse valor pode chegar a R$ 95.

Em Brasília, auxiliares de Lula dizem que o aumento do benefício do principal programa social do governo faz parte da política de incentivo ao mercado de consumo.

O reajuste aumentará o poder de compra da classe mais baixa da população, ressaltam os assessores.

O próprio presidente avalia que o reajuste não será criticado pela oposição por causa das medidas de desoneração.

O ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, já apresentou ao presidente uma série de estudos de reajustes do benefício.

O aumento do valor poderá ser atrelado a indicadores econômicos como o salário mínimo ou a inflação.

Lula poderá ainda dar um reajuste de uma só vez para compensar a inflação acumulada desde julho de 2008 mais a previsão de inflação para o próximo ano.

Para 2009, o orçamento previsto para o ministério é de R$ 11,9 bilhões, contra R$ 10,6 bilhões no ano passado.

No final de janeiro, Lula autorizou o aumento da faixa de entrada no Bolsa-Família, de R$ 120 para R$ 137.

Segundo o Ministério, a medida deve incluir no programa 1,3 milhão de famílias até outubro.

Com informações da Folha de S. Paulo e de O Estado de S. Paulo

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em economia e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Lula decide reajustar o programa Bolsa-Família

  1. SEBASTIÃO MORETTI FILHO disse:

    Não sou contra ajudar os pobres. Espero que não tire dinheiro do INSS, mas que tire de outro lado. Prá depois não alegar que não tem dinheiro para nos devolver a nossa dígna aposentadoria, paga com nossos suores e dificuldades. Sr. Lulalá, por favor não faça cortesia com os chapeus alheios. Que fique bem claro. NÃO SOU CONTRA AJUDAR NOSSOS IRMÃOS NECESSITADOS. SOU CONTRA SIM, É FAZER CORTESIA COM NOSSO CHAPEU. Invista mais em educação e geração de empregos, oque dignifica mais estes nossos irmãos é trabalho, pelo amor de Deus!!! Sr. Lulalá!!!! Ajude nossos irmãos mas devolva aquilo que V. Exas nos tiraram mais de 35 anos. Tem muitas pessoas que pagaram o INSS sobre 10 (dez)salários mínimos, com muitas dificuldades, e daqui alguns dias se as coisas continuarem assim, receberão apenas um!!! Afinal é isto que este governo quer, que todos recebam um SM, p/ que todos sejam dependentes seu e que todos ficam implorando de chapeu na mão, pedindo, pedindo, pedindo e, posteriormente da uma bolsa família e todos ficam o elogiando assim “Como o Sr. Lulalá é bonzinho hein!!!”Assim como aconteceu com os prefeitos que receberam um alongamento para prefeituras em 20 anos para com o INSS, sendo que a falta destes recursos foram originados pela cortesia no passado, com isenção do IPI que faz parte do bolo do FPM. O governo passou como mocinho bonzinho naquela época e mais uma vez agora!! Então ajude sim nossos irmãos, mas de forma que não faça cortesia com nosso chapeu.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s