O “massacre de Katyn”: fatos e mitos da Segunda Guerra Mundial

O Tribunal Europeu de Direitos Humanos pediu que a Rússia atenda às exigências de dois cidadãos poloneses pelo “assassinato” de seus familiares no que a mídia ocidental chama de “massacre de Katyn”, durante a Segunda Guerra Mundial.

 

O jornal Gazeta Wyborcza informa sobre a decisão da corte e destaca que, para os denunciantes, “que há anos lutam na Justiça da Rússia sem sucesso”, o fato de o Tribunal Europeu de Direitos Humanos, com sede em Estrasburgo (França), aceitar suas queixas já é uma vitória sem precedentes.

 

__________

 

 

A questão da Polônia sempre serviu de pretexto para a propaganda anti-soviética, desde o começo da Segunda Guerra Mundial.

 

Quando o Exército Vermelho avançou para o oeste da Europa, empurrando as tropas nazistas de volta à Alemanha, ao cruzar as fronteiras polonesas a direita ocidental gritou a plenos pulmões que a União Soviética estava violando a “liberdade polonesa”.

 

No Congresso dos Estados Unidos e no Parlamento britânico houve discursos que “denunciavam” os “intuitos imperialistas vermelhos na Polônia”.

 

Já naquela época a direita acusava a União Soviética de traição aos princípios das Nações Unidas.

 

Grande parte dessa propaganda anti-soviética baseava-se em declarações e material oficial fornecido pelo governo polonês exilado em Londres e por seus representantes em Washington.

 

A história deste governo direitista da Polônia vem de longe e sempre foi hostil à União Soviética.

 

Em 1938, o “Pacto de Munique”, assinado pelas potências ocidentais com a Alemanha para isolar a União Soviética, manifestou claramente o caráter anti-soviético do governo polonês.

 

Quando os nazistas apresentaram seu ultimato à Tchecoslováquia e os tchecos se propuseram a resistir, o governo polonês mobilizou o seu exército e colocou-o como empecilho a qualquer assistência soviética ao país ameaçado.

 

Em 1939, quando houve o “massacre”, mesmo com as evidências de que os nazistas invadiriam a Polônia o Exército polonês se recusou a permitir a passagem dos soviéticos em suas fronteiras.

 

O Exército Vermelho precisava cruzar as fronteiras polonesas para se encontrar com o exército nazista antes de ele chegar às fronteiras soviéticas.

 

 O “massacre” ocorreu nestas circunstâncias e nada tem a ver com a versão falaciosa do ocidente sobre acordos entre Hitler e Stalin para dividir a Polônia. 

 

Sobre Osvaldo Bertolino

Jornalista, natural de Maringá — Noroeste do Paraná.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para O “massacre de Katyn”: fatos e mitos da Segunda Guerra Mundial

  1. alan atento disse:

    Idiotas para criticar a URSS são como vermes. Estão sempre saindo não se sabe de onde. Deve ser do inferno.

  2. Marcelo disse:

    Olha, eu já vi muitos discursos pró-comunismo e pró-soviético. Mas isso aqui é a definição daquilo que conheço por neurose. Só falta você dizer que os EUA e a Inglaterra quem forjou os documentos e o comandaram “massacre” (eu não entendi porque você usou entre aspas), com o intuito de maldizer o bondoso Tio Joe…tsc tsc tsc…

    Aplicando deliberadamente o jargão popular mais recente: OS MARXISTA PIRA!

  3. Stefano disse:

    engraçado… essa mesma midia ke grita contra a URSS é a mesma que silenciou os abusos eroubos territoriais polacos contra a Lituania(capital Vilna chegou a ser anexada a Polonia),Belarus e Ucrania ocidental(Galitzia)e os alemães do corredor polones. e o acordo de Munchen?? 1 prova da conivencia ocidental com Hitler… o mesmo ocidente que foi conivente com ocupação nazi da Renania, da Austria, da Czecoslovakia, da Wehrmacht na guerra civil espanhola….
    ah… quando Hitler ocupou a Checoslovakia… ele permtiu o nascimento do estado-fantoche eslovaco, chefiado pelo padre Jozef Tiso… mas por que o ocidente quase não lembra disso?? pra não “magoar” o Vaticano?ah.. este estado eslovaco tambem invadiu a Polonia!! Mas a midia nao diz!! Sabe pq a Polonia é a “eterna vitima”?? Pq ela é nação atrelada ao Vaticano….

  4. Stefano disse:

    revisionismo que o ocidente faz muito… né?

  5. Augusto disse:

    revisionismo histórico é seu nome, meu caro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s