A Igreja Católica e a ditadura militar no Brasil

aaaaaaigrejanazi

O apoio da igreja católica aos militares em 1964, foi decisivo para a concretização do golpe de Estado que levaria o país a uma ditadura de vinte anos. Se a Guerra Fria obrigou pessoas e entidades a escolher um lado, com a igreja católica, presumivelmente neutra, não foi diferente, ficou do lado das designações de Washington.

A ambigüidade da igreja na época da Segunda Guerra Mundial, que foi acusada de apoiar e até a abençoar os exércitos nazistas, valeu-lhe a expulsão de todo o leste europeu com a chegada dos comunistas soviéticos, que libertaram os povos empobrecidos pela guerra do domínio nazista e na leva, do domínio secular da igreja. Temendo que o mesmo sucedesse na América Latina, a igreja católica combateu a ameaça comunista, incitando os seus fiéis a temê-los e repudia-los. Nas missas era comum padres acusar os comunistas de hereges e ateus inimigos da fé.

Ludibriados pelo sentimento anticomunista e pelo falso golpe que a esquerda preparava, segundo os golpistas de 1964, a igreja católica recebeu os militares de braços abertos, dom Paulo Evaristo Arns chegou a ir ao encontro das tropas do general Olimpio Mourão Filho, deflagrador do golpe, quando elas marchavam de Juiz de Fora rumo ao Rio de Janeiro. Em 31 de março, dom Paulo encontrou-se com as tropas golpistas em Pedro do Rio, Três Rios, oferecendo aos mineiros assistência religiosa. O encontro deixou o clérigo tranqüilo, com a simpatia de que não entraria no poder nem a anarquia, nem o comunismo.

Este apoio da igreja aos golpistas começou a enfraquecer tão logo perceberam o engodo que o país fora vítima, e a ditadura militar começou a mostrar o caráter repressivo e autoritário do regime. Dentro da igreja católica começou um movimento de repúdio à repressão, o envolvimento do clero com militantes resistentes ao regime, e a própria proteção do clero aos perseguidos e torturados.

O próprio dom Paulo Evaristo Arns tornou-se um símbolo da defesa dos direitos humanos no Brasil, denunciando as torturas do regime. Também dom Hélder Câmara (foto) e dom Pedro Casaldáliga fizeram voz ativa contra a repressão. Diante da nova posição da igreja católica, a ditadura militar prendeu, torturou e matou padres.

O banho de sangue estendeu-se aos clérigos. A Teologia da Libertação, que deu os primeiros passos em 1952, tornar-se-ia uma grande força no Brasil a partir de 1970. O apoio inicial da igreja ao golpe de 1964 deu a sua grande reviravolta quando a violência do regime matou e torturou quem lhe contestasse, desde então, a igreja católica no Brasil pendeu quase toda contra a ditadura militar.

Desde que se estabeleceu em Roma como instituição, que a igreja estendeu o seu poder por todos os reinos europeus. Conviveu lado a lado com as monarquias absolutistas, só enfraquecendo o seu poder com a chegada do protestantismo no século XVI.

Continue a leitura aqui.

About these ads

9 Respostas para “A Igreja Católica e a ditadura militar no Brasil

  1. Professora Deborah

    Como Historiadora, este é um dos maiores absurdos que já li.
    A Igreja não apoiou Hitler, ao contrário seus sacerdotes eram mortos aos montes na Segunda Guerra. E quanto ao Brasil, todos sabem que a Teologia da Libertação lutou contra a Ditadura, nomes como Frei Beto e Leonardo Boff, personalidades católicas, são referências no estudo desse período!
    A propósito, como pode alguém escrever o texto e não dar as referências de onde tirou, assim é possível supor que os dados tenham sido inventados!

    • é mesmo??? Faltou avisar isso ao padre Jozef Tiso… ditador pró-nazi da Slovakia… ou ao primaz austríaco Innitzer ( o cardeal “heil Hitler”)… ou ao bispo Alois Hudal… membro do NSDAP e protagosnista das Ratlines… ou então ao bispo esloveno Gregory Rozman… um notavel lacaio de Hitler…

  2. Hitler eliminou 20% do clero polonês.

    Se você acha que exterminar padres e freiras é um sinal de aliança, você é burro mórbido e nada posso fazer por você.

  3. Pedro Alexandre

    tem como provar q a igreja ajudou a ditadura ?
    e porque não mensionou o frei tito que combateu a ditadura ?

  4. A IGRJA CATOLICA TEM PAPEL IMPORTANTE NA SOCIEDADE E NA CARIDADE…

  5. Vocês só sabem expor a Igreja Católica a constrangimentos. Se a mesma ainda mandasse no mundo, o mesmo não estaria enfrentando esses problemas! E quem mais fala da Igreja Católica, são esses pobres Evangélicos mentirosos! ;*

  6. eu e meu marido nao somos casados e temos uma afilhada nao queremos casar para batisala como devemos fazer para batizala

  7. que nada.. a igreja é falsa!! fingiu ser inimiga da ditadura!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s